O Óleo de Cozinha e Os Danos Ao Meio Ambiente


Dia após dia, residências, restaurantes, lanchonetes, bares, e uma série de utilitários fazem uso do óleo e cozinha para preparo de refeições em modo geral. O óleo de cozinha, que é uma mistura de substâncias (ácidos graxos), e que não ocorre a sua dissolução na água, apresenta assim uma diferença de densidade ficando um separado do outro, ou seja, aquele velho ditado que diz: água e óleo não se misturam.
O óleo quando descartado de forma incorreta, ou seja, quando descartado na pia, no lixo, em lotes vazios, bueiros, enfim, qualquer lugar; isso pode causar sérios danos, tanto às cidades quanto ao meio ambiente gerando uma série de impactos que chega a causar prejuízo também à vida humana, e por quê não dizer: à vida marinha!? já que o óleo posiciona-se sempre por cima da água, os efeitos do produto nos rios e nos mares pode chegar a causar a mortandade de peixes e outros seres que dependem de oxigênio que é gerado através da luz nesses ecossistemas aquáticos, assim, o óleo acaba prejudicando os processos fotoquímicos nesses ambientes impedindo a chegada de boa parte do oxigênio aos seres que vivem nas águas.

No solo, por exemplo, quando o óleo de cozinha é descartado, há um grande impacto a ponto de prejudicar até mesmo os lençóis freáticos, ou seja, a água da qual bebemos acaba sendo poluída pelo descarte incorreto do óleo de cozinha que acaba infiltrando-se no solo.
Outros tipos de impacto que o óleo causa quando descartado no solo é a liberação de um gás chamado: Metano. Quando jogamos o óleo no solo e o mesmo entra em contato com a luz do sol, o produto começa a passar pelo estado de decomposição e, a partir desse processo, é liberado o gás metano, um gás 21 vezes mais poluente que o próprio gás carbônico potencializando o efeito estufa que é diretamente relacionado ao aquecimento global.
Num programa realizado sobre a reciclagem de óleo, elaborado pela Sabesp, cada 50 mg/l de óleo compromete aproximadamente 25.000 litros de água, contaminando o bem maior do qual utilizamos.
De acordo com o site Manual da química, quando o óleo de cozinha é descartado diretamente no ralo de uma pia, durante seu trajeto na tubulação, como é menos denso que a água, acaba aderindo-se às paredes e retendo partículas sólidas diversas. Parte do óleo aderido acaba transformando-se em gordura; assim, forma-se uma camada sólida desse material e de outros diferentes dejetos, o que pode obstruir a passagem de água, causando alagamentos no interior das residências e também nas ruas.

infelizmente, não temos no nosso município um local destinado à coleta do óleo de cozinha usado, mas, temos várias formas de utilizarmos esse óleo usado, como por exemplo, na produção de sabão, biodiesel, tinta a óleo, e massa de vidraceiro. Veja no vídeo a seguir uma das receitas para se fazer sabão com o óleo usado:

Postar um comentário