Dia da Amazônia 2020


Ela é a maior floresta tropical do mundo e tem a maior biodiversidade do planeta. A maior parte da Amazônia está no Brasil, com 60% da floresta, seguido pelo Peru com 13%, e pequenas quantidades na Venezuela, Colômbia, Equador, Bolívia, Suriname, Guiana e Guiana Francesa. Para celebrar tanta grandiosidade foi definido o dia 5 de setembro para comemorar o Dia da Amazônia. Os objetivos da data são conscientizar as pessoas sobre a importância do bioma para o meio ambiente, estimular o debate sobre os problemas atuais da Amazônia e informar sobre a importância da preservação. Números do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais apontam que o desmatamento na Floresta Amazônica cresceu 33% entre agosto de 2019 e julho de 2020 em comparação com o mesmo período entre 2018 e 2019. O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, garante que o governo está atento à questão:

(Hamilton Mourão) Vamos buscar reduzir os índices de desmatamento e queimada, demonstrando com isso à comunidade internacional e à sociedade brasileira que desmatamento zero e desmatamento econômico não são excludentes.

(REP) O senador Eduardo Braga, do MDB do Amazonas, diz quem é o principal responsável pela sobrevivência da Floresta.

(Eduardo Braga) Quem preservou e conservou foram os guardiões da floresta, acima e tudo o povo amazônico, daí a importância de poder valorizar o povo.

(REP) Já o senador Confúcio Moura, do MDB de Rondônia, aponta um caminho para diminuir os problemas da área.

(Confúcio Moura) É a regularização fundiária, dar documentos às pessoas que estão lá trabalhando. Se você documentar a coisa clareia e contém esse desmatamento

(REP): O senador Plínio Valério, do PSDB do Amazonas, por sua vez, afirma que não há desmatamento na região
(Plínio Valério) O Brasil é o país que mais preserva sua floresta no planeta. Mentira, balela pura, você não pode entrar nessa onda. A Amazônia não está queimando, não está sendo desmatada. Existem coisas que precisam ser corrigidas, mas nós saberemos corrigir.
(REP) O dia 5 de setembro foi escolhido como uma homenagem a criação da Província do Amazonas por D. Pedro II em 1850. Da Rádio Senado, Pedro Pincer. Fonte: Rádio Senado

Postar um comentário