Rio São Paulinho


O Rio São Paulinho fica próximo ao entroncamento Candeias Via São Francisco do Conde, e acredito que o Rio recebeu esse nome devido à fazenda que existia também próximo a ele, a fazenda São Paulinho do coronel Ferreira, local onde foi descoberto o primeiro produtor comercial de petróleo do Brasil, e o Rio é muito Frequentado por moradores dos bairros: Santa Clara, Malembá de Baixo e Maria Quitéria; Os moradores aproveitam as horas vagas para praticar a pesca e a caça nessa região, pois na área do rio encontramos uma pequena parte da flora de Candeias com uma mata imensa onde é o habitat de muitos animais como caça predileta dos moradores, que é o tatu, o bode do mato e pássaros que muitos consideram domésticos, os quais não são permitidos pelo IBAMA à criação dessas espécies. Aqui, Frutas como a goiaba e a manga, já foi bastante colhidas nas décadas passada, onde várias pessoas da cidade inclusive do centro formam grupos na colheita desses frutos, principalmente no mês de Dezembro, que é o mês apropriado para muitos de ir ao Rio São Paulinho extrair o que há de bom na natureza, mas as frutas não são tão de boa qualidade  e nos  atuais estão um pouco escassas. Muitas pessoas usam o medo como motivo em não querer banhar-se nas águas do rio e comentam que é um rio perigoso e de grande profundidade, na verdade, nos dias de hoje, não é aconselhável banhos de Rio nesta região.
Fonte: Blog Candeias Bahia
Visualize Todos Os Arquivos Desse Blog Clicando Aqui

14 comentários:

  1. Tô feliz demais por conhecer tanto de Candeias aqui nesse blog, parabens Gilmar.
    Com 3 pra 4 anos ate os 5 morei na beira do rio São Paulinho ,meu pai era petrolheiro e nos eu e meu irmão amavamos aquele lugar . EU ♥ CANDEIAS

    ResponderExcluir
  2. Olá Iralice, que bom ter você aqui em nossos comentários, fico feliz em saber que vc faz parte da história de nossa cidade, Obrigado pela visita e volte sempre.

    ResponderExcluir
  3. Por volta dos anos 1970-1972, eu morei nesta localidade "São Paulinho", quando eu passo indo para Mdre de Deus eu ainda me lembro do Local pois tem uma Chaminé antes do trevo do corpo de Bombeiros.

    ResponderExcluir
  4. Gilmar meu querido, meu nome é Ulisses, sou graduando de Ciências Biológicas da UNEB e estou escrevendo minha monografia a respeito da pesca artesanal de camarões no distrito de Passé. Por favor me ajude, qual é o nome do estuário formado pelo encontro do Rio São Paulinho com a Bahia de todos os Santos?
    ulibrito65@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Amigo Ulisses, eu não sei se o Rio São Paulinho que você está se referindo é esse mesmo, porque esse rio da cidade de Candeias não desagua no mar não, ele é um rio independente sem vínculo com o mar e nem com qualquer outro rio, blz? um abração amigo qualquer dúvida: 081- 98964669 (Tim)

    ResponderExcluir
  6. Caro Gilmar, o rio a que me refiro é justamente o que está no início do seu blog. Fica próximo ao entroncamento de São Francisco do Conte/Candeias. Sou neto de Passé e num futuro próximo pretendo morar lá, na Mucunga. Faço coleta de camarão ali no Rio do Cunha. Segundo alguns artigos que li esse rio, São Paulinho desagua na Bahia de Todos os Santos.

    ResponderExcluir
  7. Ulisses, só vc vindo aqui pra conferir de perto, eu vou ver se consigo salvar uma foto desse rio em mapa satélite pra vc conferir melhor, blz? eu fico feliz com o seu trabalho e te desejo uma boa sorte amigo e seja feliz em seu curso.

    ResponderExcluir
  8. Olá Gilmar!

    Estudo o rio São Paulo a 3 anos, verificando problemas ambientais (que não são poucos), e respondendo a pergunta acima o rio deságua na BTS com certeza.
    Gostaria de conhecer um pouco mais do entorno da área, e gostaria de disponibilizar algumas informações no seu blog.
    Entra em contato no meu email: bomfilhojr@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá Gilmar!

    Estudo o rio São Paulo a 3 anos , e com certeza ele deságua na Baía de Todos os Santos.
    Inclusive gostaria de disponibilizar algumas informações já publicadas até mesmo a nível internacional.
    Então gostaria que entrasse em contato comigo o mais breve possível, até porque pretendo conhecer todas as áreas do entorno e acho que será de grande valia para você também.
    Aguardo um contato o mais breve possível.
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. olá Antônio, vamos lá, eu peguei uma foto Satélite do Rio e gostaria que vc olhasse comigo nesse link que postei onde mostra a foto do rio por completo apesar de ter uma nuvem por cima mas dar para perceber que ele não tem nenhuma saída a não ser se houver um pequeno canal que o leva par o mar de São Francisco do Conde, mas até hoje não percebi. Veja no Link: http://static.panoramio.com/photos/original/90148246.jpg

    ResponderExcluir
  11. O Rio Sao Paulinho e principal ou afluente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom Dia Urania, é um Rio principal, Não Corre Mais Para Lugar Nenhum. Obrigado Pela Visita.

      Excluir
  12. A poluição das águas é qualquer alteração em suas características físicas, químicas e biológicas que possa causar prejuízo à saúde da população, comprometer a fauna e a utilização das águas para usos benéficos. Milhares de rios são poluídos por todo o mundo todos os dias, o que representa um problema socioambiental bastante grave.

    A expansão urbana desordenada, aliada ao desenvolvimento da indústria e das atividades agrícolas são as principais causas da poluição dos rios. As atividades domésticas, industriais e comerciais geram poluentes característicos que influenciam de diferentes formas a qualidade das águas.

    A poluição dos rios pode ser química, física ou biológica. A poluição química é caracterizada por dois tipos de poluentes: biodegradáveis (produtos químicos que são decompostos pela ação de bactérias ao final de um tempo, como detergentes e inseticidas) e persistentes (persistem no meio ambiente e nos organismos vivos, sendo tóxico para estes, como o mercúrio). A poluição física altera as características físicas da água, a principal é a poluição por sólidos. A biológica é a contaminação da água por organismos patogênicos (bactérias, vírus, vermes, etc.).

    Várias são as fontes poluidoras dos rios, entre as quais se destaca o lançamento de esgotos residenciais, industriais e hospitalares não tratados. Esse esgoto aumenta a quantidade de matéria orgânica na água e consome oxigênio em seu processo de decomposição, causando a morte de peixes e outros organismos aquáticos. Além disso, causa mal cheiro e representa um risco a saúde publica, pois é constituído por vários micro-organismos patogênicos.

    Outra fonte poluidora é o depósito de lixo nos rios. Esse lixo é formado por resíduos sólidos, principalmente residenciais e industriais. O lixo vai se acumulando, provoca o assoreamento dos rios e pode chegar ao ponto de não permitir o fluxo da água para locais onde o rio é canalizado, provocando enchentes quando ocorrem chuvas intensas.

    O uso de defensivos agrícolas é a principal causa de poluição dos rios no meio rural. Os agrotóxicos usados acumulam-se no solo e são direcionados aos rios pela água das chuvas, onde intoxicam e matam diversos seres vivos. Os fertilizantes contêm em sua composição nitrogênio e fósforo, que quando atingem os rios provocam o desenvolvimento de uma superpopulação de algas, causando a eutrofização das águas. Esse tipo de poluição também é causado por indústrias de fertilizantes que lançam seus efluentes nos rios.

    No Brasil, quase todos os rios possuem algum tipo de poluição. Entre os mais poluídos estão os rios Tietê, Iguaçu, Ipojuca, dos Sinos, das Velhas e Doce. Algumas possíveis estratégias para evitar e diminuir a poluição dos rios é a implantação de sistemas de coleta e tratamento de esgotos, recuperação e revitalização dos cursos d’água, controle dos usos e ocupação do solo e correto manejo de resíduos sólidos. Além disso, conscientizar a população a respeito dos problemas causados pela poluição dos rios é fundamental.

    Referências
    Magossi, L. R. e Bonacella, P. H. Poluição das águas. São Paulo: Editora Moderna, 1997.

    Arquivado em: Meio Ambiente

    ResponderExcluir